segunda-feira, 7 de agosto de 2017

A Profética "Fico Assim Sem Você" - Claudinho e Buchecha


Ano de 2000, o compositor Abdullah passeia com a sua esposa e - em um momento de brincadeira - começa a criar declarações para a amada de maneira divertida. Entre elas "Você é a manteiga do meu pão" ou " Eu sem você sou que nem carro sem gasolina". No dia seguinte, inspirado pelo agradável momento romântico, compôs com o amigo Cacá Moraes a música "Fico Assim Sem Você", na qual prestou uma homenagem aos funkeiros Claudinho e Buchecha, qualificando a dupla como tão inseparável quanto "neném sem chupeta", "namoro sem beijinho" ou até mesmo "Romeu sem Julieta".

Ao concluir a divertida composição, Abdullah ligou para o amigo Buchecha para mostrar a novidade, este que por sua vez, obviamente, amou.

Essa novidade foi lançada dois anos depois, no CD "Vamos Dançar", o sexto e último disco da vitoriosa carreira da dupla, e estourou nas paradas de sucesso no mesmo ano em que o profético verso se realizou: "Buchecha sem Claudinho, sou eu assim sem você".

Claudio Rodrigues de Mattos, o Claudinho, faleceu em 13 de julho de 2002, vítima de um acidente de carro na Rodovia Presidente Dutra, deixando esposa e filha. A comoção nacional pela perda da carismática figura que participou ativamente da emancipação e emergência do funk tornou a música mais famosa e tocada sem cessar por bastante tempo. Fãs, artistas e jornalistas manifestaram lamento pela perda do rapaz jovem, bem intencionado e talentoso.

Em 2004, Adriana Calcanhotto regravou a música "Fico Assim Sem Você" no CD "Adriana Partimpim", que propunha trazer uma nova cara às músicas escutadas pelas crianças, usou recursos lúdicos e multi-instrumentistas, na linha de "qualquer coisa que se possa fazer barulho" e agradou muitíssimo à crítica e ao público - e não só o mirim. A música reemergiu e se imortalizou para mais uma geração. E, dessa vez, com uma nova voz, arranjo e - para os mais preconceituosos - acompanhado pelo nome de uma cantora de mais alto nível social que a dupla funkeira do Rio de Janeiro.
Há quem se emocione - eu, por exemplo - até hoje com o correr das linhas dos versos da poética, porém descompromissada letra.


Cantor e compositor Abdullah

Dupla de funkeiros cariocas Claudinho e Buchecha

Último CD da dupla, "Vamos Dançar"

Adriana Partimpim

Fico Assim Sem Você
Claudinho e BuchechaComposição: Abdullah / Caca Moraes

Avião sem asa,
Fogueira sem brasa,
Sou eu assim, sem você
Futebol sem bola,
Piu-piu sem Frajola,
Sou eu assim, sem você...

Por que é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil auto-falantes
Vão poder falar por mim...

Amor sem beijinho,
Buchecha sem Claudinho,
Sou eu assim, sem você
Circo sem palhaço,
Namoro sem amasso,
Sou eu assim, sem você...

Tô louco prá te ver chegar
Tô louco prá te ter nas mãos
Deitar no teu abraço
Retomar o pedaço
Que falta no meu coração...

Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver,
Mas o relógio tá de mal comigo...

Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver,
Mas o relógio tá de mal comigo

Por quê? Por quê?

Neném sem chupeta,
Romeu sem Julieta,
Sou eu assim, sem você
Carro sem estrada,
Queijo sem goiabada,
Sou eu assim, sem você...

Você...

Por que é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil auto-falantes
Vão poder falar por mim...

Eu não existo longe de você
E a solidão é o meu pior castigo
Eu conto as horas prá poder te ver,
Mas o relógio tá de mal comigo...
Por quê? Por quê? (4x)

FONTE

http://musicasdahistoria.blogspot.com.br/2010/04/

Nenhum comentário: