quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Ander & Fael


Nascidos no interior do RS, Ander&Fael cantavam desde os 14 anos no estado natal. Em 2007, os amigos mudaram-se para Santa Catarina e montaram o Acústico Ander & Fael, um mês após o lançamento do show a dupla já tinha mais de 70 shows marcados para aquele ano. Em 2008 ultrapassaram a marca de 200 shows ao ano.


Em 2009 lançaram o show “Micareta do Ander & Fael” misturando vários estilos, com músicas que faziam o público pular, muito axé, rock e assim deixaram registrado o estilo da dupla. Neste ano, Ander & Fael chegaram a fazer 213 shows. Então, fazer 2 shows no mesmo dia virou rotina.



A dupla gravou seu primeiro cd “Ander & Fael Ao vivo em Floripa” , o CD não teve grande divulgação, mas a música “Tá na cara”, abriu as portas a dupla para participarem do maior festival sertanejo do Brasil “Country Festival” em Curitiba.


Em 2010, a música “Mulherada” em parceria com o Grupo Intuição foi uma das mais tocadas no ano e alcançou o top 10 da Band Fm Floripa por 3 meses.


Em 2011 a música “Me Namora” com participação de Jeann e Julio tornou Ander & Fael uma das mais renomadas duplas de Santa Catarina, a música se tornou Hit no litoral e a dupla aumentou o tamanho de seus shows e produziram a “Tour Me Namora” se tornando residentes nas maiores casas de SC, Woods Balneário Camboriú, e Fields Florianópolis.


Em junho de 2011 lançaram o segundo CD “Ander & Fael Me Namora” com grande aceitação do público, e parceria das maiores rádios do estado na divulgação das músicas.

Ander&Fael, tem feito a abertura de grandes shows da região; e assim dividido o palco com: Daniel, Jorge e Mateus, Luan Santana, Fernando e Sorocaba, Paula Fernandes, Munhoz e Mariano, Thaeme e Thiago, entre outros...

Em 2012 Ander & Fael receberam uma homenagem de colunistas do litoral que citaram “O começo de um grande fenômeno”, considerados dois anos seguidos a melhor dupla de Santa Catarina.


Em 2013 Ander e Fael se tornou uma das duplas mais citadas nas redes sociais em Santa Catarina.


Diário da Música ♪♫: Marly Marley


Diário da Música ♪♫: Marly Marley: Marly Marley (Três Lagoas/MS, 5 de abril de 1938 - São Paulo/SP, 10/01/14) personalidade de destaque expressivo no cenário da cultura artística e musical nacional por várias décadas, foi uma atriz, diretora de teatro, crítica musical, jurada musical e vedete da época de ouro do rádio e televisão brasileiros, participou de três filmes de Mazzaropi.




Nascida em Mato Grosso do Sul, Marly Marley ainda pequena, mudou-se para Lins, no estado de São Paulo, cidade que adotou de coração. Formou-se professora (magistério) e psicóloga. Porém, acabou não exercendo a profissão, vindo a dedicar-se às artes. Em sua educação musical, aprendeu a tocar os instrumentos acordeão e piano, bem como teve também aulas de canto.

Marly Marley morreu às 22h05 de sexta-feira (10/01), aos 75 anos. O boletim médico do Hospital São Camilo, onde a jurada estava internada desde o dia 3 de dezembro, informou que ela sofreu uma encefalopatia hepática. Nesse estado, o cérebro tem piora de suas funções após a falência do fígado, que não consegue eliminar substâncias tóxicas do sangue.

O SBT exibiu no sábado (11/01/14) a última participação da jurada Marly Marley no Programa Raul Gil. Marly gravou o quadro Jovens Talentos pela última vez no dia 6 de setembro, quando se afastou para o tratamento de um câncer no pâncreas descoberto em junho. O programa prestou uma homenagem com momentos da carreira de Marly Marley como vedete e atriz no cinema e na TV, além de participações no Programa Raul Gil. Marly Marley trabalhava com Raul Gil desde 1987.



Marly Marley estava internada em estado grave no Hospital São Camilo, em São Paulo, em tratamento contra um câncer de pâncreas. No dia 07 de janeiro, Marly havia deixado a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas veio a óbito na noite do dia 10 de janeiro. O velório foi realizado às 9h no Cemitério do Morumbi, em São Paulo, onde ela foi enterrada. Marly era casada com o humorista Ary Toledo.




fonte

http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/televisao/sbt-exibe-ultimo-programa-raul-gil-com-participacao-de-marly-marley-1822



quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Fly


Fly foi formada no começo de 2013, quando Paulo Castagnoli (que estava fazendo um trabalho solo em São Paulo) conheceu Caíque Gama num evento. Paulo viu um vídeo do Caíque no youtube, e o-convidou para participar de uma boy band, Paulo aceitou na hora, dando início ao projeto Fly. Paulo e Caíque viram um vídeo do Nathan Barone na internet, achando assim, a voz que faltava para a banda ficar completa. Escolheram "Fly" para o nome da banda porque voar (tradução de "Fly" para o português) expressa liberdade, vontade de seguir seus sonhos.


Em 09 de maio de 2013, Fly lançou o seu primeiro clipe, "Quero Você". O mesmo foi um grande sucesso na internet.


Em 28 de maio (2013), lançou o seu segundo clipe "Seus Detalhes", produzido por eles mesmos.


O sucesso que a Fly fez na internet, chamou muito a atenção da gravadora MAXIMO, que resolveu investir nos meninos. Junto com a MAXIMO, gravaram o seu primeiro álbum, que leva o nome da banda.

No dia 25 de agosto do mesmo ano, a Banda Fly fez o seu primeiro show. O show aconteceu em São Paulo, e os ingressos foram esgotados, provando o tamanho do fenômeno Fly.

Em menos de um ano, a Banda Fly já tinha participado de dois programas de TV (Teleton, e Legendários).

2015 - Mais Um:


Em Março de 2015, a Banda Fly lançou o seu segundo álbum, Mais Um. Mais um conta com 5 canções, sendo Cabelos de Algodão a de maior destaque. Ainda em Março, Fly iniciou a turnê para a divulgação do álbum, percorrendo vários estados do território brasileiro.

Eles não seguiram o caminho comum a muitas boybands. Não foram selecionados em testes de gravadora e nem saíram de um reality show. Os meninos da Fly, sucesso de 2013, começaram de maneira independente.

Tudo começou com o sonho de Paulo, que aos 18 anos resolveu deixar a casa dos pais no Paraná para tentar a sorte como cantor em São Paulo. Em 2009, ele conheceu Caíque quando se apresentava com sua banda e acabou descobrindo o talento do amigo através de vídeos na internet. Paulo contou sua ideia de um projeto para uma boyband e Caíque topou na hora. Nathan, o terceiro membro do grupo, veio depois.


"Usamos a internet o tempo inteiro, começamos a pesquisar e a gente achou o Nathan e na hora em que falamos, ele topou. Nesse momento nossa vida mudou totalmente. A gente tinha um objetivo: 'Se for fazer, é para dar muito certo, vamos fazer um projeto bem organizado'", explica Paulo.

Depois de lançar duas músicas de maneira independente e fazer sucesso com os clipes no YouTube, que atualmente já somam milhões de visualizações, eles conseguiram assinar com um escritório que agora os empresaria e os ajudou a lançar o primeiro CD. Com encarte e tudo, como eles mesmos dizem.


Eles deixam as fãs loucas (Foto: Iwi Onodera / EGO)

Loucuras das fãs
Os meninos ainda se surpreendem ao serem reconhecidos na rua e se emocionam ao lembrar do primeiro show para quase 1.500 pessoas: "Eu estranho. Para falar a verdade, até agora não caiu a ficha. O que a gente vê são números em redes sociais, mas quando você vê num show. Você fala: 'É tudo isso?'. O primeiro show eu não sabia que ia ter tanta gente. É diferente ver números e ver pessoas", diz Nathan, que já foi surpreendido pelas fãs.

"Desci do metrô perto de casa e tinham duas meninas com uma listinha com um monte de nomes. Daí perguntei o que era aquilo e elas me disseram que eram nomes de prédios. Elas estavam procurando o bairro inteiro pelo meu prédio", lembra impressionado. Paulo e Caíque também já viveram algo parecido: "O (apartamento) vizinho está para alugar. Olhei na porta e estava tudo desenhado: 'Segue a gente'. Pensei: 'Vão alugar o apê e ainda vão me mandar pagar essa porta' (risos)."


Apesar do aumento do assédio, eles garantem que estão solteiros: "É tanta coisa que a gente está fazendo, não dá muito tempo”, conta Paulo. Já Caíque acredita que um relacionamento no momento pode até atrapalhar: "Os três estão bem focados nisso. A gente sabe que pode acabar atrapalhando, é complicado."

Fly: projeto bem pensado e pé no chão

Pé no chão
Com o foco todo no grupo, a convivência aumentou e eles admitem que alguns desentendimentos podem acontecer. "É briga bem de irmão. É aquela coisa: se eu brigar com o Caíque tudo bem, se você brigar já vai ficar estranho", diz Paulo. Para Caíque, faz parte do aprendizado: "Não é nem briga, a gente discute por conta da convivência. Querendo ou não a gente não se conhecia e estamos num projeto que sabe Deus quanto tempo vai durar. Então temos que nos dar bem. É uma convivência que você aprende muito com cada um."


Além de irmãos, eles ganharam novos pais. "As mães pegam no pé dos três. Agora os três são filhos. Esse negócio de ficar famoso tem seus prós e seus contras. Então, tudo que puder chamar atenção para poder ficar de boa e pé no chão, vale", analisa Nathan.


Manter os pés no chão é uma grande preocupação dos meninos: "A partir do momento que a gente acostumar, começa a subir (à cabeça). É legal a gente ficar pé no chão e toda vez que alguém nos parar, a gente pensar: 'Obrigado'."

Mas isso não os impede de sonhar. "Música em novela, para mim, acho que é uma coisa bem legal", revela Nathan. Já Paulo pensa em voos mais altos como um grande show: "Eu tenho um sonho meio louco que é um show no Morumbi, mas não abrindo. Um DVD de cinco anos de Fly".


Dá pra resistir? (Foto: Iwi Onodera / EGO)
FONTE

http://ego.globo.com/ego-teen/noticia/2013/12/conheca-os-meninos-da-fly-boyband-brasileira-que-teve-inicio-independente.html



sábado, 25 de janeiro de 2014

Kendrick Lamar



Kendrick Lamar Duckworth (Compton, 17 de junho de 1987), mais conhecido como Kendrick Lamar, é um rapper americano. Lamar é membro do grupo de hip hop Black Hippy, junto com rappers e colegas de gravadora Jay Rock, Schoolboy Q e Ab-Soul. Lamar começou a chamar a atenção em 2010, após o lançamento de Overly Dedicated, a sua quarta mixtape. No ano seguinte, ele lançou seu primeiro álbum independente, intitulado Section.80, exclusivamente através do iTunes. Seu terceiro álbum, Good Kid, M.A.A.D City, foi lançado em 22 de outubro de 2012, tendo sido aclamado pela critica e gerando os singles "Swimming Pools (Drank)", "Bitch, Don't Kill My Vibe" e "Poetic Justice".

Swimming Pools (Drank)

Bitch, Don't Kill My Vibe

Poetic Justice

Em 2013, Lamar foi nomeado pela MTV o melhor MC da atualidade ("Hottest MC in the Game"). Lamar conseguiu 7 nomeações ao 56th Annual Grammy Awards, incluindo nas categorias Artista Revelação e Álbum do Ano, mas acabou por não ser galardoado com qualquer prêmio.

O terceiro álbum de Lamar "To Pimp a Butterfly", lançado em março de 2015, foi aclamado pela crítica e alcançou o nº 1 nos EUA, no Canadá, no Reino Unido, na Austrália e na Nova Zelândia. Para além disso, nomeado para Álbum do Ano no(s) Grammy(s) de 2016 e ganhou a categoria de Melhor Álbum Rap nessa mesma edição da premiação. Foi considerado o melhor álbum de 2015 por várias publicações e sites, nomeadamente a Rolling Stone, a Billboard e Pitchfork.

To Pimp a Butterfly


Em março de 2016, Lamar lançou untitled unmastered., que chamou de "álbum compilatório". O álbum alcançou o nº 1 nos EUA e no Canadá.

O quarto álbum de Lamar saiu em abril de 2017 e chama-se "DAMN." Assim como "To Pimp a Butterfly", "DAMN." foi aclamado pela crítica. "DAMN." alcançou ou nº 1 nos EUA e no Canadá.



Biografia

1987-2011: Início da vida e carreira

Kendrick Lamar nasceu em Compton, Califórnia, e os pais em Chicago, Illinois. Em 1995, com 8 anos de idade, Lamar viu seus ídolos Tupac Shakur e Dr. Dre gravando o videoclipe para o single de sucesso California Love, um momento muito significativo na sua vida. Na adolescência, Lamar frequentou a Centennial High School em Compton, onde revelou ser um ótimo aluno

Com dezesseis anos, Lamar lançou sua primeira coletânea de temas, uma mixtape intitulada Youngest Head Nigga in Charge, sob o nome de K-Dot. Essa mixtape levou Lamar a assinar com a gravadora Top Dawg Entertainment (TDE), através da qual lançou mais duas mixtapes até abandonar seu nome de K-Dot e adotar seu nome de batismo. Em seguida, ele lançou um EP auto-intitulado no final de 2009. No mesmo ano, Lamar formou na TDE o grupo Black Hippy, com os rappers Jay Rock, Ab-Soul e Schoolboy Q. Ele declarou que 2Pac, Dr. Dre, The Notorious B.I.G, Jay-Z, Nas e Eminem são seus 6 rappers favoritos. Lamar também citou Lil Wayne como inspiração de sua carreira.

Em 14 de setembro de 2010, Lamar lançou a sua quinta mixtape, Overly Dedicated, em plataformas de venda digitais, sob a TDE, e mais tarde, em 23 de setembro desse mesmo ano, lançou Overly Dedicated gratuitamente online. Em 2 de Julho de 2011, Lamar lançou seu primeiro álbum, Section.80, que chegou a ser número 113 na Billboard 200.

2012 - 2014: Good Kid, M.A.A.D City

Seu segundo álbum de estúdio e o primeiro por uma grande gravadora (neste caso, a Aftermath/Interscope), good kid, m.A.A.d City, foi lançado em 22 de outubro de 2012. O disco foi aclamação pela crítica e entrou diretamente para o número 2 da Billboard 200, vendendo 242.122 cópias em sua primeira semana. Em dezembro de 2012, o canal Fuse classificou o single de Lamar "Backstreet Freestyle" como uma das 40 melhores músicas de 2012.

Backstreet Freestyle

O álbum vendeu 980 mil cópias até de julho de 2013 e foi certificado ouro pela Recording Industry Association of America (RIAA). A HipHop DX nomeou Lamar o "MC do Ano" para sua premiação de fim de ano em 2012.

Lamar causou polêmica em agosto de 2013 em um verso da música Control, de Big Sean. Em seu verso, Kendrick fala de toda a indústria do hip-hop, com Lamar prometendo ser melhor liricamente do que qualquer outro rapper, citando, J. Cole, Big K.R.I.T., Wale, Pusha T., Meek Mill, A$AP Rocky, Drake, Big Sean, Jay Electronica, Tyler, The Creator e Mac Miller.

Control

Ele também passou a chamar-se de "O Rei de Nova York", o que causou polêmica com vários rappers nova-iorquinos, visto que Lamar é da California. Vários rappers de Nova York responderam sua provocação em outras músicas, tais como Papoose, The Mad Rapper, Mickey Factz, JR Writer, Mysonne e Joell Ortiz, bem como outros rappers, como Lupe Fiasco, Cassidy, Joe Budden, King L, Bizarre e B.o.B. Na semana seguinte do lançamento da faixa, a conta de Lamar no Twitter aumentou 510% em seguidores, enquanto sua página na Wikipédia recebeu um número incrível de 200.000 visualizações.

2015 - 2016: To Pimp a Butterfly e untitled unmastered.

Kendrick Lamar primeiro revelou planos de lançar o sucessor da sua estreia por uma grande gravadora, good kid, m.A.A.d City, em 28 de fevereiro de 2014, durante uma entrevista à Billboard. Lamar descreveu o álbum, To Pimp a Butterfly, que incorpora elementos de funk, poesia declamada e jazz, como "honesto, com medo e sem remorso."

Em 23 de setembro de 2014, Kendrick Lamar lança "i" como single, para distribuição digital. A canção foi recebida com elogios da crítica musical e foi colocado em várias listas de melhores canções do ano.


Em 15 de novembro de 2014, Lamar foi um dos convidados no Saturday Night Live, onde apresentou versão prolongada de "i", que foi a versão incluída no álbum.

Em 9 de fevereiro de 2015, Lamar lançou o segundo single oficial do álbum, "The Blacker the Berry".

The Blacker the Berry

Sites especializados indicaram que o álbum venderia mais de 325 mil cópias em sua semana de estreia, fazendo-o então estrear na primeira posição no Estados Unidos. To Pimp a Butterfly estreou na liderança das paradas de álbuns da Nova Zelândia, e da Austrália, e no top dez na Holanda, mesmo depois de ter sido lançado no meio da semana de rastreamento de vendas.

No país de origem de Lamar, o álbum chegou ao topo da Billboard 200, com 363 mil copias vendidas na semana de estreia, superando as previsões feitas pelos especialistas. Até 19 de Julho de 2015, o álbum vendeu mais de 642,000 cópias no Estados Unidos.

Em uma entrevista à revista Rolling Stone, Kendrick indicou que o título era uma brincadeira com o romance de Harper Lee, To Kill a Mockingbird. Ele foi citado como dizendo: "Basta colocar a palavra "pimp" ao lado de "borboleta" ("butterfly")... É uma viagem. Isso é uma frase que ficará para sempre. Vai ser ensinada em cursos universitários. Eu realmente acredito nisso."

Após seu lançamento, To Pimp a Butterfly foi extremamente aclamado pela crítica profissional. O site Metacritic, responsável por calcular médias agregadas de avaliações de críticos renomados da indústria musical, definiu sua média como 96 pontos em 100 possíveis (a 4ª pontuação mais alta da história do site, entre todos os gêneros), com base nas avaliações de 44 críticos. O álbum foi o de maior pontuação do 2015 no Metacritic, tanto em termos de metascore como de pontuação do usuário, além do álbum de hip hop com maior pontuação de todos os tempos. Dessa maneira, a pontuação do disco ultrapassou a do Stankonia, do OutKast, como o álbum de rap mais bem classificado do site.

Em 2016, lançou, de surpresa, um álbum compilatório, a que preferiu apelidar de "projeto", chamado untitled unmastered. O álbum conta com 8 temas, tomos com "untitled" ("sem título") no nome e uma data. Os temas são de untitled unmastered. são demos criadas no desenvolvimento de To Pimp a Butterfly. untitled unmastered. foi bem recebido pela crítica e tornou-se o segundo longa-duração de Lamar a atingir o topo das tabelas dos EUA e do Canadá, assim como o seu primeiro longa-duração a chegar ao nº 1 na Dinamarca.

2017 - DAMN.

Em abril de 2017, Lamar lançou o seu quarto álbum, DAMN., e repetiu o sucesso entre a crítica e a nível comercial, sendo o terceiro longa-duração do artista a chegar ao topo das tabelas de álbuns dos EUA e do Canadá. Nos EUA, DAMN. tornou-se o álbum que obteve a semana de estreia com melhores resultados em 2017 (até ao fim de abril), suplantando o recorde anterior alcançado por More Life, de Drake, [23] e também no espaço de quase um ano (ou seja, desde a semana de estreia de Views, também de Drake). Aliás, Kendrick Lamar, Drake e Future são, até à data de abril de 2017, os únicos artistas a colocar álbuns no nº 1 da Hot 100 em 2015, 2016 e 2017.

DAMN. obteve resultados de 603 mil unidades equivalentes nos EUA (dos quais 353 mil corresponderam a álbuns vendidos na íntegra - um recorde para Lamar e atribuindo-lhe a melhor semana de vendas de álbuns em formato tradicional de 2017[24], o que suplantou o anterior recorde, alcançado por ÷, de Ed Sheeran), 227 mil a unidades equivalentes de streaming - o que equivale a 340,6 milhões de reproduções nos serviços de streaming e se traduz no 2º melhor resultado de sempre, só suplantado pela já citado More Life, de Drake - e 23 mil unidades equivalentes em faixas vendidas).

Também foi em 2017 que Lamar conseguiu colocar o seu primeiro single em nome próprio na principal tabela de singles americana (a Hot 100). O single em questão foi "HUMBLE.", que acabou com o domínio durante 12 semanas consecutivas por parte de "Shape of You", de Ed Sheeran.

HUMBLE

Lamar já havia liderado a Hot 100 antes, em maio de 2015, como artista convidado na versão single de "Bad Blood", tema de Taylor Swift.

Bad Blood


FONTE

https://pt.wikipedia.org/wiki/Kendrick_Lamar

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Whindersson Nunes


Whindersson Nunes Batista (Palmeira do Piauí, 5 de janeiro de 1995) é um comediante, cantor, e youtuber brasileiro conhecido pelos seus vídeos de humor no YouTube desde 2013. Desde outubro de 2016, o canal whinderssonnunes se tornou o canal brasileiro com mais inscritos no Youtube e 29º do mundo. Atualmente conta com cerca de 19 milhões de inscritos.


Whindersson Nunes Batista, nasceu em Palmeira do Piauí, porém cresceu em Bom Jesus, Piauí. Ele é filho de Valdenice Nunes e Hidelbrando Sousa Batista. Terceiro filho de quatro, sendo dois irmãos e uma irmã. Com quinze anos de idade decidiu que queria fazer vídeos para o YouTube, tentou por diversas vezes fazer com que o seu canal fosse reconhecido, porém não obteve êxito.


No entanto, pouco tempo depois voltou a produzir vídeos para o canal, e os vídeos começaram a receber mais visualizações, foi quando ele lançou a paródia Alô vó, tô reprovado, em 2012, que em uma semana alcançou a marca de cinco milhões de visualizações, na época a paródia se transformou em um viral.



Whindersson então se mudou para Teresina, onde não tinha onde morar, e foi convidado pelo também youtuber Bob Nunes a morar juntamente com sua família (de Bob) em um bairro da zona norte da cidade. A partir daí o canal começou a crescer rapidamente, porém no dia 20 de janeiro de 2013, o canal foi hackeado e excluído. Após essa ocorrência, Whindersson abriu o canal no qual é conhecido atualmente, já tendo alcançado a marca de mais de 17 milhões de inscritos.


Carreira
2013-atual: YouTube e cinema


O canal conta, atualmente, com mais de 19 milhões de inscritos e cerca de um bilhão de visualizações e mais de duzentos e sessenta vídeos, e tem conteúdo diversificado que inclui paródias, vlogs, músicas autorais e críticas de filmes. Suas principais marcas são as simplicidades de edição, cenário e figurino usados por Whindersson, que quase sempre grava sem camisa em um quarto bagunçado, sem qualquer tipo de edição além de cortes. Sempre começando seus vídeos com a frase: "E aí, galerinha que assiste meu canal, tudo bem com vocês?", retrata com humor assuntos do seu dia-a-dia e de sua infância. O canal é, atualmente, o segundo canal do YouTube mais influente, segundo pesquisa feita pela Snack Intelligence. O vídeo mais assistido do canal é a paródia intitulada QUAL É A SENHA DO WIFI - Paródia Adele - Hello que ultrapassa quarenta milhões de visualizações.


Whindersson Nunes além de fazer trabalhos como youtuber, também faz como ator e stand-up. Ele está no elenco de "Os Penetras 2" com Pc Siqueira, Júlio Cocielo e Maju Trindade como novatos no elenco e os veteranos são: Mariana Ximenes, Marcelo Adnet e Eduardo Sterblitch. Whindersson Nunes também está no elenco de chamado "Internet – O Filme", junto com outros grandes youtubers, entre eles: Kéfera Buchmann, Christian Figueiredo e Rafinha Bastos.


O canal de Whindersson na plataforma de compartilhamento de vídeo ─ YouTube ─ alcançou no dia 14 de julho de 2016 a marca de 10 milhões de inscritos. Com esses números, ele se tornou o segundo canal com mais inscritos no Brasil, ficando atrás apenas do Porta dos Fundos, tendo ultrapassado este e se tornando o maior canal do Brasil menos de três meses depois. Ainda no mesmo ano, saiu em uma publicação no site da revista Veja uma pesquisa realizada em junho pela Snack Intelligence, divisão da rede Snack de canais no YouTube que monitora e analisa o mercado audiovisual digital, nessa pesquisa Whindersson foi considerado o segundo youtuber mais influente do mundo, ficando atrás apenas do sueco Felix Arvid Ulf Kjellberg, popularmente conhecido no meio digital por PewDiePie.

Além disso, uma pesquisa divulgada pelo Google, feita em parceria pelas consultorias Provokers e Meio&Mensagem, revelou que Whindersson é a segunda personalidade brasileira mais influente entre os jovens de 14 a 17 anos no Brasil, atrás somente de Luciano Huck.

2013-atual: Apresentações de Stand-Up Comedy

Whindersson, além de produzir vídeos, ainda faz Stand-Up por todo Brasil. Começou em 2013 no espetáculo "Standapiando", produzido pelos amigos Rhony Amaral e Bruno Lima. No período entre 2015 e 2016 ele fez espetáculo Marmininu com pouco mais de um ano e meio, e já possui números expressivos, atingindo mais de cem mil espectadores, chegando a fazer até seis Sessões por dia.

Atualmente ele faz o stand-up "proparoxítona",mesmo em pouco tempo de espetáculo,o show já o levou para o exterior,mas precisamente Portugal nas cidades de Braga e Lisboa com ótimos números de telespectadores.



FONTE

https://pt.wikipedia.org/wiki/Whindersson_Nunes

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Henrique e Juliano


Henrique e Juliano é uma dupla de cantores de música sertaneja, formada pelos irmãos Ricelly Henrique Tavares Reis (23 de maio de 1989) e Edson Alves dos Reis Junior (27 de novembro de 1990), ambos nascidos na cidade de Palmeirópolis, interior do estado de Tocantins.


Henrique e Juliano são irmãos que cantam desde criança com incentivo do pai que sempre os apoiou no gosto dos dois filhos pela música sertaneja. Influenciado pelo sucesso da dupla João Paulo e Daniel, esses meninos que nasceram na pequena cidade de Palmeirópolis no Estado do Tocantins começaram a se apresentar nas rádios do município chegando até a se apresentar para um grande público interpretando e dublando os sucessos da banda Mamonas Assassinas, sucesso em todo Brasil na década de 90, e a vida os obrigou a tomar um rumo diferente do que eles sempre sonharam que foi viver da música.


Quando ainda cursavam o ensino médio na escola onde estudavam, Henrique 17 anos e Juliano 16, conheceram a dupla Maykel e Marcel recém chegados na capital, vindos de Goiânia a dupla não só trouxe o trabalho e o talento para cantar, mas também a experiência, repassados logo em seguida para os meninos juntamente com toda técnica vocal e várias dicas para melhorar a qualidade dos shows. Motivados por toda essa bagagem musical a dupla que antes só tocava em churrascos com os amigos e nos intervalos das aulas no colégio, viu que estava na hora de encarar seu primeiro festival de música "Festin" competindo com várias duplas e bandas de Palmas, conseguindo ainda um segundo lugar na categoria em que competiam.


Com ótimo desempenho no festival, a dupla viu que podia chegar lá, mas sempre com os pés no chão eles continuaram os estudos. Ainda no primeiro período do curso de direito e no seu primeiro emprego, Henrique conseguiu através da ajuda de amigos com que os dois irmãos fizessem a abertura da festa "Balada Sertaneja", que contou com a presença de cantores de renome nacional. Com apenas um CD acústico ao vivo gravado numa festa particular sem os recursos necessários para uma boa gravação, a dupla conseguiu um reconhecimento muito grande dos fãs.


Mas somente em 2012 estão vendo que o sonho de ser reconhecido no cenário nacional estava cada vez mais próximo, firmaram contrato artísticos com a empresa de agenciamento Work Show que tem atualmente em seu casting Marcos & Fernando, Marília Mendonça, Zé Neto & Cristiano e, recentemente, Maiara & Maraísa. Nessa nova parceria surgiu o segundo CD produzido pelo maestro Pinocchio, álbum que se tornou um marco na carreira da dupla. Um repertório autêntico sendo que a maior parte de suas faixas são composições próprias. Um dos grandes sucessos foi a música "Vem Novinha" ritmo de arrocha envolvente sendo muito bem executada nas rádios do Tocantins,Goiás e de todo o país.


Henrique & Juliano começaram a aparecer com mais força ainda em 2013, quando lançaram seu primeiro DVD, de onde saíram algumas músicas que se destacaram como "Mistura louca", "Recaídas", "Gordinho Saliente" e principalmente "Não Tô Valendo Nada", que foi uma das músicas de maior destaque do último ano.


Em 2014 a dupla Henrique & Juliano lança seu segundo DVD, no repertório músicas inéditas e outras já conhecidas pelo público como "Recaídas" e "Gordinho Saliente". A gravação aconteceu na capital do país, o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha foi palco de um verdadeiro espetáculo da música sertaneja, reunindo mais de 15 mil pessoas na noite do dia 12 de Abril.


Em 2015 a música "Não tô valendo nada" entrou para a trilha sonora da novela I Love Paraisópolis da Rede Globo. Foram convidados a participar do show do Criança Esperança, onde cantaram ao lado de Paula Fernandes, Thales Roberto e todo o elenco de artistas da Globo.


Hoje em dia Henrique & Juliano já estão consolidados no meio musical, sendo uma das melhores duplas sertanejas do Brasil, com média de 25 shows por mês, sucesso absoluto, e fazendo frente até a maior delas que é a dupla Jorge & Mateus.Tanto é que há rumores que as duas duplas não se dão bem, fato esse negado pela dupla de Tocantins, que disseram que já ficaram bêbados juntos com a dupla Goiana.


Lançaram em 2016 o terceiro DVD da dupla, intitulado de Novas Histórias - Ao vivo em Recife. E canções desse projeto já estão se consolidando em todo o cenário nacional, como: "Na Hora da Raiva", "Nada, Nada", "Como É Que A Gente Fica" e "Flor e Beija-Flor", esta última gravada em parceria com a cantora e compositora, Marília Mendonça, uma das grandes amigas da dupla, a qual é responsável por compôr juntamente com o goiano Juliano Tchula um dos maiores sucessos da carreira dos Tocantinenses, a música "Até Você Voltar". Com esse repertório de sucessos que tocam de norte à sul do país, são considerados atualmente uma das maiores duplas do Brasil, ao lado de Jorge e Mateus. Levando o nome do estado do Tocantins por onde passam.


Tem a fama de serem conhecidos como: "A dupla que arrasta multidões". Fato que se confirma em seus shows, com média de público de 25 mil pessoas há cada apresentação, além do sucesso estrondoso no youtube. Além de serem sucessos também nas redes sociais.


Discografia
Álbuns ao vivo
Henrique & Juliano (2012)
Ao Vivo em Palmas (2013)
Ao Vivo em Brasília (2014)
Novas Histórias (2016)


FONTE

https://pt.wikipedia.org/wiki/Henrique_%26_Juliano

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Cone Crew Diretoria


Cone Crew Diretoria é um grupo de rap brasileiro da cidade do Rio de Janeiro, atualmente composto pelo beatmaker Papatinhoe pelos MCs Cert, Rany Money, Batoré, Maomé e Ari. Já foram escolhidos pelo júri do concurso musical promovido pelo jornal O Globo.

O grupo surgiu em 2006, quando Papatinho (Tiago) viu potencial nas rimas que Cert (André) havia composto, que antes de tudo fazia uma parceria cantando na banda C.O.N.E a banda de Ari (Adriano), e resolveu tentar ajudar criando batidas. A princípio, já foi formalizado um acordo: Cert só faria rimas, enquanto Papatinho responsabilizaria-se pelas batidas. Assim, a dupla original gravou os primeiros sons do grupo que até então não tinha um nome definido.


A sigla C.O.N.E tem o significado interno vindo da abreviação "Com Os Neurônios Evoluindo". Certo dia, na residência de Cert (André), encontra-se Papatinho (Tiago) e Rany Money (Gabriel). Este último mostrou letras que tinha recém escrito; Papatinho logo visualizou capacidade no amigo e o chamou pra gravar juntamente com Cert. Após a música estar gravada — que recebeu o nome de "Skunk Funky" — era nítido que os três músicos compartilhavam a mesma filosofia.


Na sequência Maomé (Pedro) também se interessou em começar a escrever e entrou no grupo, que finalmente foi batizado como ConeCrewDiretoria. Enquanto estava redigindo letras, uma equipe médica a bordo de uma ambulância parou na casa de Maomé e o internou a força por 100 dias: na clinica Maomé escreveu as músicas "Detido Por Ser Livre" e "Escravizado". Depois de ser liberto, Maomé começou a participar de batalhas de MC's, tendo um vice-campeonato e um título (2008) na Liga dos MC's.


Maomé venceu por oito vezes a Batalha do Conhecimento. Papatinho (Tiago) no ano de 2008, ele foi vencedor da única edição da Battle Beats Brasil do Rio de Janeiro, onde começou a ganhar maior notoriedade na cena underground, sendo que em 2009 venceu também a Batalha da Festa B.E.A.T.S.


Em 2008, o grupo lançou um demo tape de estreia, chamado Ataque Lírico, que contava com as faixas gravadas pela equipe até então. Batoré (Rafael) e Ari (Adriano) entraram no grupo. Lançaram "Fênix" em 2008; e "Lá Pa Lapa", em 2009.


No final de 2010, já finalizado seu primeiro álbum oficial, a Cone lançou o single "Chama Os Mulekes", o primeiro do álbum Com os Neurônios Evoluindo. O álbum, lançado em 22 de março de 2011, conta com participações de Marcelo D2, Don L. e Shawlin.



FONTE

https://pt.wikipedia.org/wiki/ConeCrewDiretoria

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Fifth Harmony



Fifth Harmony é um girl group estadunidense, formado na segunda temporada do reality show The X Factor USA. Atualmente o grupo é formado por Ally Brooke, Normani Kordei, Lauren Jauregui e Dinah Jane. A formação original incluía Camila Cabello, que anunciou sua saída oficialmente em dezembro de 2016. Elas assinaram um contrato conjunto com a Syco Music, que pertence a Simon Cowell, e com a Epic Records, gravadora de L.A. Reid, após terminarem em terceiro lugar no programa. Desde então, eles lançaram um EP e dois álbuns completos.

Após sua saída do The X Factor, seu primeiro single, "Miss Movin' On", foi lançado, chegando ao número 76 no Billboard Hot 100 e certificado de Ouro nos Estados Unidos.

Miss Movin' On

Seu EP de estreia, Better Together, foi lançada em 2013 e em sua primeira semana de vendas alcançou a posição de número seis na Billboard 200. No ano seguinte, elas ganharam o prêmio "Artist to Watch" no MTV Video Music Awards.

O grupo lançou seu primeiro álbum de estúdio, Reflection, em 2015, que estreou no quinta posição na Billboard 200, o terceiro single do álbum se torno um grande hit "Worth It" alcançou a certificação de Platina Tripla nos Estados Unidos e alcançou pico na posição 12 na Billboard Hot 100, a canção alcançou o Top 10 em outros dez países.

Worth It

"Work from Home" single carro-chefe do segundo álbum do grupo, tornou-se o primeiro Top 10 do grupo na Billboard Hot 100 e chegou ao top 10 de dezoito outros países.

Work from Home

Em maio de 2016, foi lançado o segundo álbum de estúdio da girl group, 7/27. Com mais de 7,5 milhões de singles digitais certificados vendidos, Fifth Harmony tornou-se o participante do programa X Factor USA, mais bem sucedido.


Seus prêmios incluem quatro iHeartRadio Music Awards, três MTV Europe Music Awards, três MTV Video Music Awards, um American Music Award, um Billboard Women in Music e seis Teen Choice Awards.


Em dezembro de 2016, somente nos Estados Unidos, Fifth Harmony tinha vendeido um total de 424 mil álbuns, sete milhões de músicas digitais e 1,6 bilhões on-demand streams, de acordo com a Nielsen Soundscan.



FONTE

https://pt.wikipedia.org/wiki/Fifth_Harmony